sexta-feira, 14 de dezembro de 2012

Escola faz tecnologia faz escola


Alberto Tornaghi

A série "Escola faz tecnologia faz escola..." traz para debate o diálogo entre tecnologia e escola. Poderia este diálogo contribuir para modificar a escola? Seriam estas as mudanças que nós, educadores, pretendemos e desejamos? Ou será que somos obrigados a mudanças indesejadas?

E a tecnologia, ela muda quando "vai à escola"? De que forma a escola, com seus alunos, seus professores, suas necessidades e sua história podem mudar a tecnologia? O que é preciso para isso? Que ações, que reflexões, que práticas, que alianças são necessárias para que tenhamos a tecnologia formada e conformada de acordo com anseios, possibilidades e potencialidades dos outros frequentadores da escola?
Esta série é mais um canal que se abre para discussões sobre estes aspectos. O que se busca é contribuir para forjar a escola que produz a sua realidade, que contribui para a construção de soluções próprias para as questões que se apresentam. Nesta série, a questão central que se apresenta é a tecnologia como parceira nas ações educativas. Melhor dizendo, as tecnologias, todas elas: dos livros à TV, da Internet ao giz e ao quadro, queremos aprofundar o debate sobre como podem ser úteis aos nossos propósitos e como mudam tanto os objetivos como os meios para atingi-los.

Assumimos como fato que, mais dia menos dia, cada um destes elementos estará presente nas escolas, em cada escola. Já não cabe discutir se devem ou não estar na escola mas sim como devem estar na escola. Cabe também debater como a escola deve recebê-los, como pode se modificar em função das novas possibilidades.



Comentários da parte destacada:
1     Sim, a tecnologia deve ser parceira constante da escola, pois ela se faz presente no dia-a-dia dos alunos e professores. Nós não somos obrigados, mas o uso dela é necessário na sociedade de hoje.
2  A tecnologia não muda, o que irá mudar são os objetivos que serão somente para fins educacionais. É necessário que o professor esteja capacitado para usar o computador e outras tecnologias. É preciso buscar parcerias diversas para que a escola possibilite ao aluno o acesso a essas novas tecnologias, pois muitos só as conhecem na escola.

Nenhum comentário:

Postar um comentário